Rui formaliza cursinho pré-vestibular gratuito para estudantes do ensino público

Rui formaliza cursinho pré-vestibular gratuito para estudantes do ensino público

O governador Rui Costa decretou de surpresa, nesta terça-feira (22), a formalização do Programa Universidade Para Todos (UPT) no Diário Oficial do Estao. A ação suplementar de ensino prepara estudantes do ensino médio público baiano para provas de vestibular. O programa oferecido pelas universidades estaduais em parceria com a Secretaria de Educação (SEC) será destinado a egressos do ensino médio estadual ou municipal do estado; matriculados no 3º ano do ensino médio público e do 4º ano da Educação Profissional vinculado à rede pública.  Uma das novidades fica por conta da autorização que a SEC terá para firmar parcerias com instituições de ensino privadas para aplicação do programa em cidades que as estaduais não tiverem atuação, a Secretaria de Educação (SEC) ficará autorizada a firmar contratos com universidades privadas autorizadas pelo Ministério da Educação (MEC). O decreto ainda determina que o programa oferecerá aulas preferencialmente presenciais, abordando componentes curriculares do ensino médio, com duração mínima de 20 horas por semana. A iniciativa estava operando durante a pandemia, com a disponibilização de vídeos e aulas pela internet.  Pelo texto publicado no Diário Oficial do Estado, o objetivo da UPT será elevar os indicadores de aprovação no processo seletivo vestibular, no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e outras formas de ingresso e acesso ao Ensino Superior; A oferta das atividades terá a duração mínima de seis meses. As despesas para o pagamento da prestação de serviços destinados à implementação do programa UPT correrão por conta de recursos da dotação orçamentária do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Funcep).

Fonte: Brumado Urgente

Bahia tem metade dos casos de chikungunya do Brasil; registros no estado cresceram 300%

Bahia tem metade dos casos de chikungunya do Brasil; registros no estado cresceram 300%

Paralela à crise sanitária do novo coronavírus, a Bahia vive uma epidemia de Zika e Chikungunya que tem afetado pacientes de forma um pouco mais silenciosa. O estado concentra 49,6% dos casos prováveis notificados ao Ministério da Saúde até o mês de agosto de cada uma das duas doenças.  Até o fim de maio as ocorrências de chikungunya no estado representavam 39,1% dos registrados em todo o país (lembre lendo reportagem sobre o tema). O boletim mais recente do Ministério mostra crescimento nos registros, e que agora a Bahia tem metade dos casos prováveis nesse ano.  Tanto chikungunya quanto zika são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Os sintomas são parecidos e incluem febre, dores intensas nas articulações, pele e olhos avermelhados, dores pelo corpo, dor de cabeça, náuseas e vômitos, coceira pelo corpo e até conjuntivite sem secreção. Sobre a chikungunya, o Ministério da Saúde informa que até a terceira semana de agosto foram notificados 66.788 casos prováveis (taxa de incidência de 31,8 casos por 100 mil habitantes) no país. As regiões Nordeste e Sudeste apresentam as maiores taxas de incidência. Além da Bahia, chama a atenção o Espírito Santo, que concentra 19,8% do total. Em comparação com o ano passado, a Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) identificou crescimento de 318,7% nos casos prováveis de chikungunya. No total, 296 municípios realizaram notificação para a doença, e pelo menos 110 apresentaram incidência maior que 100 casos/100 mil habitantes. A zika teve um número menor de notificações. O Ministério da Saúde informa que foram 5.959 até o início de agosto, e metade aconteceu na Bahia.  De acordo com a Sesab, até 15 de setembro foram notificados 4.006 casos prováveis de Zika no estado. No mesmo período de 2019, foram 2.762, o que representa um aumento de 45%.  Os casos de zika estão espalhados por 168 cidades baianas. Pedrão, no centro-norte baiano, tem a maior incidência: 612,5 casos para cada 100 mil habitantes. 

Fonte: Brumado Urgente

Aracatu registra 1ª morte por Covid-19

Aracatu registra 1ª morte por Covid-19

A Prefeitura Municipal de Aracatu, através da Secretaria Municipal de Saúde, comunicou o primeiro óbito por Coronavírus (Covid-19) no município. Trata-se de uma mulher de 72 anos, diabética, admitida no Hospital Geral de Vitória da Conquista e decorrência de uma complicação causada por uma infecção cutânea (Erisipela) e durante o período de internamento contraiu o vírus SARS-CoV-2. A mesma foi transferida para a Unidade de Terapia Intensiva Covid-19 do HGVC, vindo a óbito no domingo, 20 de setembro de 2020. “Estendemos nossas condolências á família enlutada e amigos neste momento de dor e pesar. Aproveitamos para alertar a toda a população quanto aos cuidados: uso de máscaras, distanciamento social, evitar aglomerações, higienização das mãos com água e sabão ou álcool em gel”, informou a secretaria.

Fonte: Agora Sudoeste

Justiça do Trabalho retoma audiências presenciais em Salvador

Justiça do Trabalho retoma audiências presenciais em Salvador

O Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT5-BA) voltou a funcionar de forma presencial na manhã desta segunda-feira, 21. Foi montada uma estrutura especial de segurança, sinalização e orientação ao público na retomada das audiências presenciais no Fórum do Comércio.

O fluxo de partes, advogados, testemunhas e membros do Ministério Público do Trabalho que tinham audiência marcada na 1ª ou na 26ª Vara do Trabalho (VT) de Salvador, as únicas nesta fase de retorno, no andar térreo do prédio, foi tranquilo, segundo informou o órgão.

Nesta fase do projeto-piloto da retomada, o acesso ao Fórum é permitido somente a pessoas com audiências marcadas, e 20 minutos antes do evento. As audiências ocorrem em dois turnos.

O TRT5 lembra que não são prestados nas unidades situadas no Fórum os serviços de informações processuais, pagamentos, desarquivamento e atendimento em geral, mantido exclusivamente de forma telepresencial.

Para o acesso e a circulação no Fórum são exigidos o uso adequado de máscaras e o respeito ao distanciamento social. Há medição da temperatura corporal na entrada do Fórum, com termômetro eletrônico apontado para a testa, sendo vedada a passagem de quem tiver temperatura igual ou maior a 37,5 ºC.

Produtividade

No período de 16 março a esta sexta-feira, de trabalho prioritariamente eletrônico, o Regional liberou para as partes com processos na Justiça do Trabalho mais de R$ 1,1 bilhão em alvarás. Também produziu 108.971 sentenças, 36.076 acórdãos, 123.944 decisões, 525.735 despachos e 5.537.984 atos foram cumpridos.

Os magistrados do TRT também já destinaram em suas decisões R$ 13.024.079,00 para o enfrentamento da pandemia da Covid-19, conforme a lei permite, em ações civis públicas movidas pelo Ministério Público do Trabalho (MPT).

Fonte: atarde.uol

Implantação de novos Parques Eólicos deve gerar mais de 9 mil empregos diretos e indiretos nos próximos meses na Bahia

Implantação de novos Parques Eólicos deve gerar mais de 9 mil empregos diretos e indiretos nos próximos meses na Bahia

Nos próximos meses, serão iniciadas as construções dos complexos eólicos Ventos de Santa Diana (Jacobina), Santa Luzia (Ibitiara), Santo Adalberto (Mirangaba) e São Carlos (Campo Formoso). Juntos, os parques devem produzir 6,6 Terawatt hora/ano, além de 9.280 empregos na fase de construção. Esses números, somados aos protocolos assinados de janeiro a até agora, trazem um horizonte de geração de 12,7 mil empregos na Bahia nos próximos anos, segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE). Todas as contratações são realizadas à partir do Sine Bahia (www.setre.ba.gov.br) que faz o cadastramento, divulga as vagas e realiza a contratação, junto com as prefeituras locais. A empresa terceirizada seleciona. Para os próximos meses, as contratações vão girar em torno das funções vinculadas à construção civil, a exemplo de ajudantes em geral, armadores, pedreiros, carpinteiros, operações elétricas e engenheiros.

Fonte: Brumado Urgente

Bahia registra 1.093 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Bahia registra 1.093 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.093 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,4%) e 1.094 curados (+0,4%). Dos 295.303 casos confirmados desde o início da pandemia, 281.445 já são considerados curados e 7.593 encontram-se ativos. Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático. Os casos confirmados ocorreram em 416 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (28,53%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.367,55), Almadina (6.131,04), Madre de Deus (5.793,39), Itabuna (5.767,67), Dário Meira (5.051,35).

Fonte: Agora Sudoeste

Brumado registra 16 novos casos da Covid-19 em 24h

Brumado registra 16 novos casos da Covid-19 em 24h

Neste sábado, 19/09, o município de Brumado registra 1233 casos confirmados da Covid-19, o novo coronavírus. São 4.574 notificações. Entre os diagnósticos: 8 internações, 15 óbitos, 150 pacientes em tratamento e 1068 recuperados. No momento, 89 ainda aguardam resultado laboratorial e 1.668 já foram descartados. As notificações suspeitas abrangem pacientes com quadros de síndromes gripais diversas, dentre os quais alguns se encaixam nos critérios para realização do exame RT-PCR ou via teste rápido. Estes últimos estão sendo usados de forma criteriosa, em casos excepcionais, como estratégia para ampliar e tornar mais eficaz o enfrentamento à pandemia no município.

Fonte: Agora Sudoeste

Ônibus em condições irregulares são apreendidos com 330 passageiros no sudoeste da BA

Ônibus em condições irregulares são apreendidos com 330 passageiros no sudoeste da BA

Doze ônibus em condições irregulares foram apreendidos ao fazer transporte interestadual não autorizado em rodovias da região sudoeste da Bahia, na noite de quinta-feira (17). Entre os veículos, 330 passageiros eram transportados. As apreensões foram feitas em fiscalização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Entre as irregularidades encontradas nos veículos estavam: pneus carecas, equipamentos obrigatórios quebrados ou inexistentes, tacógrafos – aparelhos que medem tempo de uso – com defeitos, entre outras. As empresas responsáveis pelos veículos foram obrigadas por lei a pagar a passagem dos 330 passageiros, e realocá-los em empresas regulares para que pudessem concluir suas viagens. Segundo a ANTT, 25 autos de infração foram emitidos e todos os veículos foram apreendidos e levados para um depósito credenciado. A agência alertou para que pessoas não peguem transportes irregulares por causa dos riscos de acidentes com mortes nas rodovias.

Fonte: Brumado Urgente

Bahia registra 1.970 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Bahia registra 1.970 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.970 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,7%) e 1.885 curados (+0,7%). Dos 289.655 casos confirmados desde o início da pandemia, 276.502 já são considerados curados e 7.021 encontram-se ativos. Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático. Os casos confirmados ocorreram em 416 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (28,80%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.250,00), Almadina (6.131,04), Itabuna (5.596,49), Madre de Deus (5.376,19), Dário Meira (5.051,35). O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 47 óbitos que ocorreram em diversas datas.

Fonte: Agora Sudoeste

Com leitos Covid desativados na BA, ocupação aumenta, mas internados permanecem estáveis

Com leitos Covid desativados na BA, ocupação aumenta, mas internados permanecem estáveis

A ocupação de leitos de Covid-19 na Bahia cresceu de 41% para 46% nesta quinta-feira (17). A alteração no índice se dá por causa da desativação de leitos exclusivos para a doença. O número de internados segue estável com 1104 pacientes internados. 

O boletim desta quinta informa que a Bahia chegou a 6.132 mortes e 289.655 casos confirmados desde o início da pandemia.

O número de casos ativos aumentou em relação aos dados da quarta-feira (16) e fechou em 7.021. O índice estava em queda há oito dias. 

Fonte: Bahia Notícias

Terremoto no Recôncavo é o maior já registrado na Bahia, mostra estudo

Terremoto no Recôncavo é o maior já registrado na Bahia, mostra estudo

O terremoto de 4.2 graus na escala Richter ocorrido em Amargosa, a 269 km de Salvador, no último dia 30 de agosto, foi o maior evento sismográfico registrado na Bahia. De acordo com uma análise do Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM) dos registros da série histórica e do ambiente geológico.

O estudo foi realizado em conjunto com o Instituto de Geociências (Igeo /UFBA), Universidade Estadual de Feira De Santana (UEFS) e Sociedade Brasileira de Geologia (SBG).

A pesquisa mostra ainda que, mesmo sem registro de tremores com magnitudes elevadas e associadas a danos graves, é possível notar que o Recôncavo é uma das regiões propensas a ter terremotos mais ativas do Brasil.

Do total de registros na Bahia, apenas 8 superaram os 4 graus da escala Richter, contudo, nunca ultrapassando os 5 graus. Já a região de Amargosa apresenta 33 registros de terremotos, tendo o primeiro ocorrido em 1899 com uma magnitude estimada em 3,5 graus.

Pesquisador do Serviço Geológico do Brasil, Valter Sobrinho, explica que não é possível prever quanto esse tipo de fenômeno natural vai acontecer. "Quisemos fazer esse estudo justamente para tranquilizar, em termos de desastres naturais, a gente não pode prever, mas a energia envolvida nos cismos no Brasil, nenhum estudo mostra que deve ter alguma preocupação", contou.

"Os tremores devem continuar, isso conteve desde a separação do Brasil-Africa. É uma área que tem propensão, mas não tem uma magnitude que cause destruição. Pode acontecer? Pode, mas achamos muito pouco provável", completou.

Histórico

A pesquisa investiga todos os registros disponíveis na Rede Sismográfica Brasileira (RSBR), responsável pelo monitoramento e investigação deste tipo de fenômeno geológico no Brasil. Os dados sísmicos históricos mostram ainda que essa atividade não constituem um evento isolado

O estudo aponta também que o motivo mais plausível dos terremotos acontecerem nesta região está nas estruturas geológicas presentes. “As rochas que formam a bacia do Recôncavo e do Camamu apresentam falhas que estão relacionadas à quebra do Supercontinente Pangea, que originou os continentes Sul-americano e Africano”, explica a nota.

Valter lembrou que a própria Cidade Alta e a Cidade Baixa são separadas pela chamada falha geológica de Salvador, um afundamento de uma faixa de terra de 100 quilômetros na direção norte-sul que aconteceu há milhares de anos.

A nota continua e informa que: “As falhas geradas nessa separação, formam o ambiente teutônicoque propicia os fenômenos sísmicos registrados na Bahia. O mapa com a sobreposição das falhas tectônicas e dos registros sísmicos mostram essa correspondência”.

O estudo demonstra ainda o aumento dos registros de eventos sísmicos na região nos últimos 20 anos. Esse crescimento pode estar relacionado a fatores naturais, associados com a dinâmica interna do planeta Terra, mesmo que a região esteja em uma situação de interior de placa tectônica, devido aos tremores recorrentes, com registros de terremotos desde o início do século XVII. No entanto, pode ser explicado pelo aumento de investimento na Rede Sismográfica Brasileira permitindo uma melhor

Por fim, a nota técnica recomenda investigações e monitoramentos futuros para o entendimento das causas e efeitos dos terremotos, mas ressalta que a análise dos fatos históricos permite concluir que a região de Amargosa, tal como outras regiões do Estado da Bahia, possui uma característica sísmica ativa.

Para esclarecer e tranquilizar a população, nesta sexta-feira, 18, vai ocorrer uma live promovida pela Sociedade Brasileira de Geologia para apresentação da nota técnica sobre o terremoto em Amargosa. A transmissão vai ser no canal do Youtube SBGeologia.

Caso em Cachoeira e São Félix

Antes do terremoto em Amargosa, no dia 19 de agosto, o Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP) confirmou que realmente ocorreu um tremor de terra, no Recôncavo Baiano. De acordo com o grupo de pesquisa da instituição, ocorreu um pequeno sismo na região de São Félix.

Ainda conforme o centro, ele aconteceu às 18h51, e teve magnitude de 1.6 mR. O grupo explicou, na época, que tremores pequenos são relativamente comuns no Brasil e podem ocorrer em qualquer lugar. Normalmente, não trazem nenhum perigo, a não ser susto à população.

Fonte: atarde.uol

Bahia registra 2.213 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Bahia registra 2.213 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.213 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,8%) e 2.237 curados (+0,8%). Dos 285.448 casos confirmados desde o início da pandemia, 272.127 já são considerados curados e 7.281 encontram-se ativos. Os casos confirmados ocorreram em 416 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (28,93%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.191,22), Almadina (6.131,04), Itabuna (5.493,78), Madre de Deus (5.082,25), Dário Meira (5.023,34). O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 41 óbitos que ocorreram em diversas datas.

Fonte: Agora Sudoeste

Mais de 230 mil MEIs na Bahia tiveram acesso ao auxílio emergencial

Mais de 230 mil MEIs na Bahia tiveram acesso ao auxílio emergencial

Mais de 230 mil microempreendedores individuais (MEI) na Bahia tiveram acesso ao auxílio emergencial concedido pelo governo federal, segundo dados do Ministério da Economia. O número representa pouco mais de 40% dos MEIs no estado, que chegam hoje ao total de 570.523, de acordo com o Portal do Empreendedor.

Ao todo, 296.127 microempreendedores individuais solicitaram o auxílio concedido em função da pandemia do novo coronavírus. Desse total 230.032 tiveram resposta positiva e 66.095 não tiveram acesso ao recurso. O pagamento foi realizado, inicialmente, em três parcelas de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras), valor que foi prorrogado por mais dois meses.

No dia 1º de setembro, o governo federal anunciou que o auxílio seria estendido até o final do ano, ou seja, incluindo mais quatro parcelas, com um valor mensal de R$ 300 (R$ 600 para mães solteiras).

Em todo o Brasil, mais de 5 milhões de MEIs tiveram acesso ao benefício, número que corresponde à metade dos 10,7 milhões registrados atualmente no país. Os dados do governo mostram ainda que mais de 1,3 milhão de empreendedores dessa categoria de pequenos negócios não foram beneficiados pelo auxílio.

FORMALIZAÇÃO
Nos últimos cinco meses, houve um crescimento significativo no número de microempreendedores individuais na Bahia. Entre 31 de março e 31 de agosto, foram feitos 35.526 registros no Portal do Empreendedor, 964 a mais do que o mesmo período do ano passado.

Fonte: Bahia Notícias

Bahia registra 718 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Bahia registra 718 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 718 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,3%) e 777 curados (+0,3%). Dos 283.235 casos confirmados desde o início da pandemia, 269.890 já são considerados curados e 7.346 encontram-se ativos. Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático. Os casos confirmados ocorreram em 416 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (28,91%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.184,69), Almadina (6.021,23), Itabuna (5.461,89), Madre de Deus (5.039,59) e Dário Meira (5.014,01). O boletim epidemiológico contabiliza 38 óbitos que ocorreram em diversas datas, conforme tabela abaixo. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 5.999, representando uma letalidade de 2,12%. Dentre os óbitos, 55,83% ocorreram no sexo masculino e 44,17% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 52,64% corresponderam a parda, seguidos por branca com 16,80%, preta com 15,45%, amarela com 0,85%, indígena com 0,10% e não há informação em 14,15% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 74,83%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (76,19%).

Fonte: Agora Sudoeste

TRF-1 derruba liminar que suspendia provas do concurso de Formação do Exército na Bahia

TRF-1 derruba liminar que suspendia provas do concurso de Formação do Exército na Bahia

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) deferiu o pedido de manutenção das provas do concurso da Escola de Formação Complementar do Exército (EsFCEx) neste domingo (13), em todo o Brasil. A decisão em prol da União, suspende a decisão favorável ao Ministério Público Federal (MPF) na Bahia.

Em decisão da última sexta-feira (11), permite a realização das provas de primeira fase do concurso de admissão destinado à matrícula nos Cursos de Formação de Oficiais do Quadro Complementar e de Capelães Militares.

A ação civil pública movida pelo MPF na última quarta-feira (9) havia obtido decisão favorável da Justiça Federal na Bahia considerando a restrição do transporte intermunicipal em diversos locais e a crise sanitária causada pela pandemia da covid-19. Além da redução na oferta de transporte público – necessário para que os mais de 8 mil candidatos cheguem aos 23 locais de prova situados, em sua maioria nas capitais –, a ação ressaltou o aumento do risco de contágio tanto no trajeto até as cidades que sediam os locais da prova, quanto pela aglomeração nestes locais. 

O prejuízo aos candidatos enquadrados em grupo de risco da doença também foi um dos pontos levantados na ação. Com essa decisão da presidência do TRF-1, as provas foram mantidas na data prevista pelos realizadores do concurso.

Fonte: Bahia Notícias