UNICEF e AVSI se unem para apoiar municípios no retorno seguro às escolas

UNICEF e AVSI se unem para apoiar municípios no retorno seguro às escolas

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e a AVSI Brasil iniciam esta semana trabalho nos estados de Pernambuco, Bahia e Ceará para apoiar a gestão municipal na continuidade dos serviços essenciais às crianças e adolescentes nas áreas de saúde e educação, com foco especial em garantir um retorno seguro às escolas. 

O projeto alcançará 125 escolas e unidades básicas de saúde (UBS) de 39 municípios daqueles estados, incluindo as capitais e cidades da região do semiárido, com ações de informação, capacitação e engajamento de autoridades, profissionais de saúde e educação, pais, alunos e lideranças sociais. Serão também distribuídos kits de higiene e saúde (incluindo, em algumas cidades, lavadores de mãos) e materiais educativos. 

“O longo período de escolas fechadas e as dificuldades de meninas e meninos para ter acesso ao ensino não presencial estão empurrando o Brasil de volta para a situação de 20 anos atrás. É preciso garantir as condições para que as escolas voltem a receber estas crianças e adolescentes urgentemente”, afirma Dennis Larsen, coordenador do UNICEF para o semiárido. 

Para ele, o retorno seguro às aulas presenciais envolve um processo de mobilização e conscientização coletiva, em que as escolas devem se preparar, os profissionais de saúde e educação precisam ser treinados, e pais, alunos e comunidade precisam receber orientação adequada para que se sintam seguros.  

“Informação, envolvimento comunitário e preparação prévia permitirão que professores e funcionários trabalhem com tranquilidade e que os pais tenham a confiança de enviar seus filhos para estudar”, diz Christian Menin, da AVSI Brasil, que coordena as equipes de formação e mobilização que visitarão os 39 municípios do projeto. “Esse é um caminho que passa por todos nós”, comenta ele. 

A importância das escolas 

Segundo o estudo “Cenário da Exclusão Escolar no Brasil – um alerta sobre os impactos da pandemia da Covid-19 na Educação”, lançado dia 29 de abril pelo UNICEF e pelo Cenpec Educação, em novembro de 2020, mais de cinco milhões de meninas e meninos não tiveram acesso à educação no Brasil – número semelhante ao registrado no início dos anos 2000. Desses, mais de 40% eram crianças de seis a 10 anos de idade. 

Christian Menin, da AVSI Brasil, lembra que além de locais de aprendizado, as escolas promovem o compartilhamento de experiências, crescimento coletivo e geram proteção para crianças. “Elas reforçam as noções sociais e de valores, ensinam a resolução de conflitos e, em áreas socialmente frágeis, como o semiárido, elas são ainda fonte de alimentação e de segurança para as crianças”, afirma ele. 

Kits de saúde e higiene 

A iniciativa vai até setembro e está inserida na estratégia global SAFE, do UNICEF, que é dirigida a crianças, adolescentes e suas famílias, com foco na melhoria do acesso à água, promoção da higiene e proteção para prevenção e controle da Covid-19. A campanha SAFE pretende: apoiar a educação para a reabertura segura de escolas; apoiar a continuidade dos serviços de saúde de forma segura; facilitar as medidas de prevenção nos serviços de assistência social; e juntar esforços para garantir que famílias vulneráveis tenham acesso a itens de higiene e a informações sobre a prevenção da Covid-19. 

As secretarias de saúde e educação das cidades envolvidas já participaram de webinars informativos do projeto e, no último dia 26, equipes da AVSI iniciaram as visitas aos municípios. Nessa primeira fase, promoverão a mobilização, formação e a sensibilização de 390 profissionais de saúde e profissionais de educação representando 300 escolas. 

Serão distribuídos kits de higiene para as Unidades Básicas de Saúde (UBS), com aventais, máscaras, luvas e material de desinfecção, para que os profissionais continuem prestando serviços de saúde e de prevenção eficientes. As escolas receberão kits de higiene (sabonetes, álcool gel, máscaras, cartilhas, entre outros itens), para permitir a adoção de práticas preventivas por professores e alunos. 

Em 16 dos 39 municípios, a AVSI e o UNICEF darão um passo adicional: 77 escolas dessas cidades receberão estações de lavagem de mãos. Além disso, as equipes AVSI promoverão sessões locais de diálogo com pais, professores e alunos, além de lideranças da comunidade local, para discutir as condições necessárias para o retorno seguro às escolas e como todos podem contribuir para que elas sejam criadas. 

Municípios impactados 

O Ceará será o estado com o maior número de municípios beneficiados (23): Canindé, Cascavel, Itabira, Paraipaba, Salitre, São João do Curú, Trairi, Fortaleza, Acaraú, Aquiraz, Aratuba, Baturité, Catunda, Caucaia, Choró, Chorãozinho, Cruz, Itapipoca, Marco, Moraújo, Pacatuba, Tururu e Umirim. 

No estado de Pernambuco, 8 municípios serão contemplados: Brejo da Madre de Deus, Recife, Lagoa dos Gatos, Serra Talhada, Águas Belas, Jataúba, Riacho das Almas e Santa Cruz de Capiberibe. 

Na Bahia, serão 8 municípios: Aurelino Leal, Caatiba, Jequié, Simões Filho, Wenceslau Guimarães, Salvador, Uruçuca e Lauro de Freitas. 

Fonte: Brumado Urgente

Brumado segue sem registro de mortes por Covid-19

Brumado segue sem registro de mortes por Covid-19

Neste domingo, 08, Brumado registrou 8.256 casos confirmados da Covid-19, o novo coronavírus. São 19.048 notificações. Entre os diagnósticos: 21 internações, 166 óbitos, 280 pacientes em tratamento e 7.810 recuperados. No momento, 52 pessoas aguardam resultado laboratorial e 10.400 foram descartados.

Fonte: Agora Sudoeste

Governo do Estado prorroga toque de recolher até 17 de maio

Governo do Estado prorroga toque de recolher até 17 de maio

O Governo do Estado decidiu prorrogar a restrição da locomoção noturna de pessoas das 21h às 5h, em toda a Bahia, até o dia 17 de maio. A medida, que tem como objetivo conter a disseminação do novo coronavírus, foi publicada neste domingo (9) na versão on-line do Diário Oficial do Estado (DOE). Em 227 municípios (ver lista abaixo), o toque de recolher vale das 20h às 5h. Já nos municípios integrantes de região de saúde em que a taxa de ocupação de leitos de UTI vier a se manter igual ou inferior a 75%, por cinco dias consecutivos, a restrição na locomoção será válida das 22h às 5h. Por ter alcançado esta meta, o toque de recolher em Salvador está em vigor das 22h às 5h. Fica proibida, em todo o território do Estado da Bahia, a venda de bebida alcoólica em quaisquer estabelecimentos, inclusive por sistema de entrega em domicílio (delivery), das 18h de 14 maio até às 5h de 17 de maio. Para a venda de bebida alcoólica aos finais de semana, continua a valer a determinação de que as regiões de saúde precisam alcançar a taxa de 75% ou menos de ocupação de leitos de UTI por cinco dias consecutivos. Por isso, em Salvador, segue permitida a venda de bebidas alcoólicas durante o final de semana. A realização de shows e festas, independentemente do número de participantes, também continua proibida até 17 de maio. Esta medida vale para toda a Bahia sem exceção, nem mesmo para Salvador. As unidades de ensino públicas e particulares podem manter as atividades de forma semipresencial. Para que isso ocorra, é necessário que a taxa de ocupação de leitos de UTI Covid esteja abaixo de 75% por cinco dias consecutivos nas regiões de saúde. Para Salvador, o Governo do Estado já havia autorizado o retorno das aulas, respeitando tais critérios, e segue mantido. Além disso, as atividades letivas devem ficar condicionadas à ocupação máxima de 50% da capacidade de cada sala de aula e ao atendimento dos protocolos sanitários estabelecidos. A circulação dos meios de transporte metropolitanos continua suspensa no período das 22h30 às 5h, até 17 de maio. A circulação do ferry boat também segue suspensa das 22h30 às 5h de 10 de maio a 14 de maio de 2021, ficando vedado o seu funcionamento nos dias 15 e 16 de maio. Até 17 de maio, a circulação das lanchinhas deverá ser suspensa das 22h30 às 5h. Nos dias 15 e 16 de maio, ocupação das embarcações fica limitada ao máximo de 50% da capacidade. Municípios com toque de recolher das 20h às 5h: Abaíra, Acajutiba, Adustina, Alagoinhas, Alcobaça, América Dourada, Anagé, Andaraí, Angical, Antas, Aporá, Araçás, Aracatu, Aramari, Baianópolis, Banzaê, Barra, Barra da Estiva, Barra do Choça, Barra do Mendes, Barreiras, Barro Alto, Belmonte, Belo Campo, Boa Vista do Tupim, Bom Jesus da Lapa, Bom Jesus da Serra, Boninal, Bonito, Boquira, Botuporã, Brejolândia, Brotas de Macaúbas, Brumado, Buritirama, Caatiba, Caculé, Caém, Caetanos, Caetité, Cafarnaum, Caldeirão Grande, Canápolis, Canarana, Candiba, Cândido Sales, Capim Grosso, Caraíbas, Caravelas, Cardeal da Silva, Carinhanha, Catolândia, Catu, Caturama, Central, Cícero Dantas, Cipó, Cocos, Condeúba, Contendas do Sincorá, Cordeiros, Coribe, Coronel João Sá, Correntina, Cotegipe, Crisópolis, Cristópolis, Dom Basílio, Encruzilhada, Entre Rios, Érico Cardoso, Esplanada, Eunápolis, Fátima, Feira da Mata, Firmino Alves, Formosa do Rio Preto, Gentio do Ouro, Guajeru, Guanambi, Guaratinga , Heliópolis, Iaçu, Ibiassucê, Ibicoara, Ibicuí, Ibipeba, Ibipitanga, Ibiquera, Ibirapuã, Ibitiara, Ibititá, Ibotirama, Igaporã, Iguaí, Inhambupe, Ipupiara, Iraquara, Irecê, Itabela, Itaberaba, Itaetê, Itagimirim, Itaguaçu da Bahia, Itamaraju, Itambé, Itanagra, Itanhém, Itapebi, Itapetinga, Itapicuru, Itarantim, Itororó, Ituaçu, Iuiu, Jaborandi, Jacaraci, Jacobina, Jandaíra, João Dourado, Jucuruçu, Jussara, Jussiape, Lagoa Real, Lajedão, Lajedinho, Lapão, Lençóis, Licínio de Almeida, Livramento de Nossa Senhora, Luís Eduardo Magalhães, Macajuba, Macarani, Macaúbas, Maetinga, Maiquinique, Mairi, Malhada, Malhada de Pedras, Mansidão, Marcionílio Souza, Matina, Medeiros Neto, Miguel Calmon, Mirangaba, Mirante, Morpará, Morro do Chapéu, Mortugaba, Mucugê, Mucuri, Mulungu do Morro, Muquém do São Francisco, Nova Canaã, Nova Redenção, Nova Soure, Nova Viçosa, Novo Horizonte, Novo Triunfo, Olindina, Oliveira dos Brejinhos, Ouriçangas, Ourolândia, Palmas de Monte Alto, Palmeiras, Paramirim, Paratinga, Paripiranga, Pedrão, Piatã, Pindaí, Piripá, Piritiba, Planalto, Poções, Porto Seguro, Potiraguá, Prado, Presidente Dutra, Presidente Jânio Quadros, Quixabeira, Riachão das Neves, Riacho de Santana, Ribeira do Amparo, Ribeira do Pombal, Ribeirão do Largo, Rio de Contas, Rio do Antônio, Rio do Pires, Rio Real, Ruy Barbosa, Santa Cruz Cabrália, Santa Maria da Vitória, Santa Rita de Cássia, Santana, São Desidério, São Félix do Coribe, São Gabriel, São José do Jacuípe, Sátiro Dias, Saúde, Seabra, Sebastião Laranjeiras, Serra do Ramalho, Serra Dourada, Serrolândia, Sítio do Mato, Sítio do Quinto, Souto Soares, Tabocas do Brejo Velho, Tanhaçu, Tanque Novo, Tapiramutá, Teixeira de Freitas, Tremedal, Uibaí, Umburanas, Urandi, Utinga, Várzea da Roça, Várzea do Poço, Várzea Nova, Vereda, Vitória da Conquista, Wagner, Wanderley e Xique-Xique.

Fonte: Agora Sudoeste

Fabricação de vacina da Fiocruz totalmente no Brasil começa dia 15

Fabricação de vacina da Fiocruz totalmente no Brasil começa dia 15

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) deverá começar a fabricar a vacina da Oxford/AstraZeneca contra a covid-19 com o ingrediente farmacêutico ativo (IFA) produzido no Brasil no dia 15 de maio. A previsão foi feita pelo vice-presidente da instituição, Mario Moreira, em entrevista coletiva do Ministério da Saúde, em Brasília, na última sexta-feira (7). De acordo com o dirigente, a fundação está em condições de produzir e obteve a certificação de boas práticas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas ainda há procedimentos de avaliação a serem realizados, além do processo do registro definitivo do imunizante. “Vamos ter que produzir lotes de validação acertados com procedimentos internacionais e a partir daí a gente já começa a produzir em escala industrial. Os testes deverão aguardar o registro definitivo da Anvisa. A expectativa é que em outubro tenhamos a liberação para entregar estes lotes produzidos de maio em diante”, disse Moreira. A produção com o IFA nacional é resultado de um acordo de transferência de tecnologia entre a Fiocruz e o consórcio formado pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca. Até o momento as doses produzidas dependem de IFA importado da China.

Fonte: Agora Sudoeste

Após denúncia da AUCIB, Ministério Público da Bahia abre Ação Civil Pública contra ex-prefeita de Malhada de Pedras, Terezinha Baleeiro.

Após denúncia da AUCIB, Ministério Público da Bahia abre Ação Civil Pública contra ex-prefeita de Malhada de Pedras, Terezinha Baleeiro.

O Ministério Público da Bahia, abriu uma AÇÃO CIVIL PÚBLICA POR ATO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA, em desfavor da ex-prefeita do município de Malhada de Pedras, TEREZINHA BALEEIRO ALVES SANTOS. A ação é fruto de uma denúncia feita no MP-BA, pela AUCIB- Auditoria Pública Cidadã Baiana, que detectou várias contratações feitas pelo município na gestão da então prefeita Terezinha Baleeiro, que não fez concurso público na época, e, nem sequer qualquer processo simplificado de seleção que justificasse tais contratações.

Acatando a denúncia o MP abriu Inquérito Civil e constatou as irregularidades, finalizando as investigações com a abertura dessa Ação Civil Pública.

Após denúncia da AUCIB, Ministério Público da Bahia abre Ação Civil Pública contra ex-prefeita de Malhada de Pedras, Terezinha Baleeiro.

Nos pedidos o MP pede para que a Ação seja recebida e julgada, bem como:

- No mérito, a condenação da acionada nas sanções previstas no art. 12, inciso III, da Lei nº 8.429/92; ou seja, ressarcimento integral do dano, se houver, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos, pagamento de multa civil, que deve ser fixada em seu grau máximo (cem vezes o valor da remuneração percebida pelo agente), considerando a reiteração do mesmo ato do acionado, e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos;

- A condenação da acionada ao pagamento dos ônus sucumbenciais.

 

VEJA A PEÇA COMPLETA DA AÇÃO CLICANDO AQUI.

ATENTADO A DEMOCRACIA: Vice-Presidente Da Câmara De Brumado Se Auto Declara Presidente Do Legislativo

ATENTADO A DEMOCRACIA: Vice-Presidente Da Câmara De Brumado Se Auto Declara Presidente Do Legislativo

Com o falecimento do então presidente da Câmara de Vereadores de Brumado, o vereador José Carlos Marques Pessoa (PSB), Zé Carlos de Jonas, o qual acabou sendo mais uma vítima da Covid-19, automaticamente a vaga ficou em aberto e, diante disso, a vice-presidente Verimar Dias da Silva Meira (PT), que já estava nomeada de forma interina, se autodeclarou, por meio da Portaria 131/2021, datada de 07 de maio, a nova presidente da Casa.

ATENTADO A DEMOCRACIA: Vice-Presidente Da Câmara De Brumado Se Auto Declara Presidente Do Legislativo

Logo em seguida a publicação, se iniciaram uma série de questionamentos, principalmente nas redes sociais, sobre o ato, que, logo de cara, foi analisado como antidemocrático, “ferindo de morte” a Constituição Federal. A princípio a decisão estaria fincada no Regimento Interno da Casa Legislativa, que estaria sendo o “escudo protetor” para a assunção ao cargo de presidente, só que existem algumas brechas jurídicas nessa questão. Especialistas juridicos afirmam que “embora o regimento interno ofereça essa possibilidade, é preciso  analisar também a Lei Orgânica que reza que o vice pode substituir e não suceder, o que já deixa em aberto a questão”. Argumentos destacam ainda que “a transição deveria ter sido feita com a anuência do plenário, o que não aconteceu”. Vale ressaltar que a nova presidente ainda não tomou posse oficialmente, assim como o suplente do vereador José Carlos, o que deve acontecer em breve num ato presencial.

Brasil passa a apoiar negociações para quebra de patentes de vacinas

Brasil passa a apoiar negociações para quebra de patentes de vacinas

Após a aprovação pelo Senado do projeto de lei que autoriza a quebra temporária de patentes e insumos de vacinas contra a covid-19, o governo brasileiro passou a apoiar as negociações na Organização Mundial do Comércio (OMC) em torno da medida. A nova posição do governo brasileiro foi divulgada no fim da tarde desta sexta-feira (7) em nota conjunta dos Ministérios das Relações Exteriores, da Saúde, da Economia e de Ciência, Tecnologia e Inovações.

Segundo o comunicado, o governo brasileiro “recebeu com satisfação” a disposição dos Estados Unidos em discutir, na OMC, um acordo multilateral que permita a quebra temporária de patentes e torne viáveis esforços para aumentar a produção e a distribuição global de insumos e de vacinas. A mudança de posição do governo norte-americano havia sido anunciada na última quarta-feira (5).

“O Brasil compartilha o objetivo expresso pela representante comercial do governo dos EUA, embaixadora Katherine Tai, de prover vacinas seguras e eficientes ao maior número de pessoas possível no menor intervalo de tempo possível”, destacou o texto. Na OMC, informou o comunicado, o Brasil continuará a trabalhar com a diretora-geral do órgão, Ngozi Okonjo-Iweala, e com os demais países para a construção de uma solução “consensual e cooperativa”.

A nota conjunta acrescenta que a flexibilização de posições dos Estados Unidos e de vários países em torno da quebra temporária de patentes será importante para contribuir para uma resposta internacional adequada à pandemia de covid-19. O texto recorda que o licenciamento compulsório de patentes está previsto na legislação brasileira e no Acordo sobre Aspectos dos Direitos de Propriedade Intelectual Relacionados ao Comércio (Trips, na sigla em inglês).

Segundo o governo brasileiro, além da suspensão de dispositivos do Acordo Trips para o combate à pandemia, o Brasil trabalhará pela implementação de uma proposta de “terceira via”, que envolve a cooperação entre países detentores de tecnologias para a produção de vacinas e o funcionamento de fábricas atualmente com capacidade ociosa em países em desenvolvimento. Em particular, o Brasil discutirá, em maior profundidade, com os Estados Unidos, sua nova posição e suas implicações práticas para facilitar o acesso a vacinas e a medicamentos no combate à covid-19.

“O governo brasileiro aprofundará, com flexibilidade, pragmatismo e responsabilidade, consultas com todos os seus parceiros internacionais, bem como junto ao setor privado, para desenvolver os entendimentos multilaterais necessários a uma rápida e segura produção e distribuição de vacinas”, ressaltou o comunicado.

Ontem (6), o chanceler Carlos Alberto Franco França tinha afirmado, em audiência pública no Senado, que o país mantinha a posição contrária à quebra de patentes da vacina e de insumos contra a covid-19. No entanto, ele tinha admitido que o governo brasileiro poderia rever a posição caso a mudança de postura do governo norte-americano atendesse aos interesses do país.

Fonte: Brumado Urgente

Sindsemb faz homenagem as mães

Sindsemb faz homenagem as mães

Em comemoração ao dia das mães, comemorado sempre no segundo domingo do mês de maio, o Sindsemb veiculou a mensagem de felicitação e valorização do amor materno, desejando a todas mamães um dia especial nesse domingo dia 09 de maio. O presidente Jerry Adriano  enfocou a comemoração as servidoras municipais que são mães e desempenham seus papéis com maestria.

Todo dia é dia das mães, das mulheres e das profissionais. Mas queria dedicar uma mensagem de parabéns as nossas servidoras, que conseguem administrar todas essas tarefas, muitas vezes deixando seus filhos em casa e nas escolas, para proporcionar a população um atendimento de qualidade. Parabéns servidoras que são mamães, vocês merecem sempre nossos agradecimentos”, disse o presidente.

Fiocruz: pandemia de covid-19 faz vítimas cada vez mais jovens

Fiocruz: pandemia de covid-19 faz vítimas cada vez mais jovens

A constatação faz parte do Boletim do Observatório Covid-19, editado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), divulgado nesta sexta-feira (7). Os dados apresentados nesta edição confirmam o processo de rejuvenescimento da pandemia, com uma clara mudança demográfica: adultos jovens e de meia-idade representam uma parcela cada vez maior dos pacientes em enfermarias e unidades de terapia intensiva. Referente às semanas epidemiológicas 16 e 17 de 2021, entre 18 de abril e 1º de maio, a análise destaca as oscilações dos indicadores nos estados, a alta proporção de testes com resultados positivos, bem como a manutenção da sobrecarga de todo o sistema de saúde. Esses indícios revelam que a pandemia se mantém em patamar crítico de transmissão, com valores altos de incidência e mortalidade. “A ligeira redução de casos e óbitos por covid-19 não significa que o país tenha saído de uma situação crítica, pois as médias diárias de 59 mil casos e de 2,5 mil óbitos nestas duas semanas epidemiológicas se encontram em patamares muito elevados. Somente com a redução sustentada por algumas semanas, associada à aceleração da campanha de vacinação e à intensificação de ações de distanciamento físico e social, combinadas com proteção social, será possível alcançar a queda sustentada da transmissão e a redução da demanda pelos serviços de saúde”, alertaram os pesquisadores do Observatório, responsáveis pelo boletim.

Fonte: Agora Sudoeste

Brumado registra uma morte por Coronavírus em 24h

Brumado registra uma morte por Coronavírus em 24h

Nesta sexta-feira, 07, Brumado registrou 8.249 casos confirmados da Covid-19, o novo coronavírus. São 19.048 notificações. Entre os diagnósticos: 21 internações, 166 óbitos, 273 pacientes em tratamento e 7.810 recuperados. No momento, 69 pessoas aguardam resultado laboratorial e 10.400 foram descartados.

Fonte: Agora Sudoeste

Foguete chinês pode cair em áreas habitadas da Terra

Foguete chinês pode cair em áreas habitadas da Terra

Os Estados Unidos dizem que um foguete chinês pode cair na Terra neste fim de semana e tem risco de atingir áreas habitadas. O país acusou Pequim de negligência, porém autoridades chinesas negam.

A China disse, nesta sexta-feira, que o risco de danos causados ??por um foguete caindo na Terra é “extremamente baixo”, depois que os Estados Unidos alertaram que ele poderia cair em uma área habitada.

Especialistas militares norte-americanos esperam que o corpo do foguete 5B Longa Marcha, que se separou da estação espacial de Pequim, caia por volta de sábado ou domingo, mas alertaram que é difícil prever onde e quando vai pousar.

?A maioria dos componentes do foguete provavelmente deve ser destruída na reentrada na atmosfera.

Fonte: atarde.uol

Aeronáutica omite do MPF destino de 132 caixas e 5.000 comprimidos de cloroquina

Aeronáutica omite do MPF destino de 132 caixas e 5.000 comprimidos de cloroquina

Reportagem do jorbal Folha de S. Paulo revela que aviões da FAB (Força Aérea Brasileira) transportaram em missões pelo menos 132 caixas e 5.000 comprimidos de cloroquina. O detalhamento sobre o destino da droga, que não tem eficácia contra a Covid-19, é mantido em sigilo.

Segundo a Folha, a informação está em ofício assinado pelo então comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro Antonio Carlos Bermudez, e enviado ao MPF (Ministério Público Federal) em Brasília. O documento é de 15 de março.

O MPF instaurou um inquérito civil para investigar a política da cloroquina do governo Jair Bolsonaro (sem partido). A suspeita é de improbidade administrativa na distribuição massiva do medicamento.

O principal alvo da investigação é o general da ativa Eduardo Pazuello, ministro da Saúde mais longevo na pandemia, até ser demitido em março.

“No que concerne à distribuição do princípio ativo, foram transportadas, em duas oportunidades, 132 caixas e 5.000 comprimidos, sucessivamente, do medicamento cloroquina em missões da FAB”, limitou-se a dizer o comandante em relação à atuação da Aeronáutica no transporte da droga de 2020 a fevereiro de 2021, período estipulado no pedido de informações do MPF.

Bermudez, demitido do cargo por Bolsonaro em 30 de março, junto com os comandantes de Exército e Marinha, não explicou ao MPF a quantidade de medicamento transportada nas 132 caixas, não disse quando houve o transporte nem para onde se destinou a droga que foi o carro-chefe de Bolsonaro no combate à pandemia.

A Folha questionou a FAB e pediu à Força que informasse esses detalhes. “Não há informações disponíveis além das que já estão constando no documento citado no corpo da pergunta”, respondeu a assessoria de imprensa.

A reportagem identificou casos em que a cloroquina foi destinada a comunidades indígenas na Amazônia, com o propósito do chamado “tratamento precoce”, e não para a finalidade original da medicação, que é tratar casos de malária.

Fonte: Brumado Urgente

APLB recusa apelo da prefeitura e afirma que professores só voltarão com

APLB recusa apelo da prefeitura e afirma que professores só voltarão com "imunização completa"

A APLB Sindicato decidiu, em votação virtual realizada nesta quarta-feira,  5, manter o posicionamento da categoria em não retomar as aulas presenciais em Salvador até que os profissionais da educação sejam imunizados com a segunda dose da vacina para a Covid-19. 

97,5% dos professores decidiram não retornar às aulas até que a segunda aplicação do imunizante contra a doença seja aplicada e, de acordo com o coordenador geral da entidade, Rui Oliveira, haja tempo necessário para a imunização ser completa.

“Continuaremos, somente, com as atividades remotas. Aulas presenciais só com imunização total.”, afirmou Oliveira. “É o bom senso. O secretário de educação [de Salvador] diz que já vacinou 100% dos professores, mas sabemos que a primeira dose não imuniza ninguém”.

Oliveira prevê que, em "dois ou três meses",  período que compreende o intervalo entre uma dose e outra,  os profissionais da educação estão aptos a voltar com as atividades presenciais. "Daqui a dois ou três meses estaremos todos imunizados. Nossa luta é pela vida, não podemos pôr em risco, de maneira nenhuma, a vida. Você não tem segurança de que tomando a primeira dose você está imunizado. São duzentos educadores mortos. Será que esse povo não tem sensibilidade, vai esperar que morra mais gente?”, perguntou. 

"Vamos comunicar ao prefeito [Bruno Reis] a deliberação da categoria e esperamos que o bom senso prevaleça. Vamos continuar com o trabalho remoto e daqui a dois ou três meses, com todo mundo imunizado e com segurança, voltaremos." completou. 

“Grande vitória da nossa categoria, que está firme na luta, coesa, de mãos dadas. E vamos firmes, vamos apresentar esse resultado ao prefeito, dizendo a ele que 97,5% dos trabalhadores da educação votaram pela continuidade das atividades remotas, em defesa da vida”, destacou a diretora da APLB, Elza Melo. 

2,5% dos educadores votaram pelo retorno das aulas semi-presenciais, como proposto pela prefeitura  na manhã desta quarta, em reunião com a categoria. De acordo com o prefeito Bruno Reis (DEM), que apresentou os avanços da vacinação dos trabalhadores da educação na capital, Salvador é a primeira cidade no Brasil a vacinar 100% dos trabalhadores da educação. 

"Além de imunizar toda a comunidade escolar, temos protocolos rigorosos em todas as nossas unidades e os números da pandemia estão estáveis. Se esses números voltarem a crescer, eu serei o primeiro a voltar atrás e fechar novamente. Mas precisamos dar esse passo, precisamos avançar.”, pediu Bruno Reis. 

O Secretário Municipal de Educação, Marcelo Oliveira, fez um apelo para que "o sindicato não politize o assunto".

“As crianças precisam estar no centro de nossas discussões e decisões. Estamos comprometendo três anos letivos e as consequências para o futuro dessa geração são incalculáveis. Não podemos cometer esse erro, essas crianças não podem pagar um preço tão alto. Não é justo com as nossas crianças!”, defendeu. 

Fonte: atarde.uol

Governo Federal libera R$ 6,6 bilhões para compra de vacinas da Pfizer

Governo Federal libera R$ 6,6 bilhões para compra de vacinas da Pfizer

O Ministério da Saúde acaba de liberar os recursos para a compra de vacinas contra a Covid-19 fabricadas pela Pfizer. O total é de R$ 6,6 bilhões. São as tais 100 milhões de doses que o ministro Marcelo Queiroga vem anunciando desde a semana passada — e citada hoje novamente em seu depoimento à CPI da Covid. O contrato entre as partes, no entanto, não foi assinado. De acordo com o jornal o Globo, a previsão é que 35 milhões de doses sejam entregues entre setembro e outubro.

Fonte: Achei Sudoeste

Contrariando orientação  federal, Sesab e SMS decidem reservar doses da coronaVac

Contrariando orientação federal, Sesab e SMS decidem reservar doses da coronaVac

A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) e a Secretaria Municipal da Saúde em Salvador (SMS) decidiram contrariar a recomendação do Ministério da Saúde - de aplicar todas as vacinas contra a Covid-19 encaminhadas pelo governo federal - e reservar parte da carga do imunizante chinês CoronaVac, produzido pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica Sinovac, para aplicação da segunda dose.

Fonte: Bahia Notícias